Tempo estimado para leitura deste texto: 7 minutos

Se a sua mão tem alguma deformidade a cirurgia pode melhorar a sua condição. Este tipo de cirurgia muito especializada pode tratar doenças que causam dor e prejudicam a força, a função e a flexibilidade de seu punho e dedos. A cirurgia visa restaurar, próximo do normal, a função dos dedos e de mãos feridas por trauma ou corrigir anomalias presentes no momento do nascimento.

Condição causada pela pressão do nervo mediano no punho ou túnel do carpo. Você pode sentir dor, sensação de formigamento, dormência dos dedos ou fraqueza. A síndrome do túnel do carpo é associada a várias condições, incluindo: movimentos repetitivos, retenção de líquidos durante a gravidez, lesão do nervo no túnel do carpo ou artrite reumatóide.

ARTRITE REUMATÓIDE

Doença incapacitante que pode causar inflamação grave em qualquer articulação do corpo. Na mão, pode deformar os dedos e prejudicar o movimento.

CONTRATURA DE DUPUYTREN

Doença incapacitante na mão nas quais grossas faixas de tecido cicatricial se formam na palma da mão e podem se estender para os dedos, podendo causar restrição de movimento e posição anormal dos dedos.

É INDICADA PARA MIM?

A cirurgia da mão é um procedimento individualizado e pode ser realizada em pessoas de qualquer idade. Será uma boa opção para você se:

  • Você não tem condições médicas que possam prejudicar a cicatrização;
  • Você não fuma;
  • Você tem atitude positiva e expectativa realista do resultado cirúrgico;
  • Você estiver determinado a seguir as determinações do cirurgião plástico;
  • Em alguns casos, a cirurgia de mão é necessária para o tratamento de feridas.

O QUE SABER ANTES DE SE SUBMETER À CIRURGIA DA MÃO

O sucesso e a segurança do procedimento cirúrgico dependem muito de sua sinceridade durante a consulta. Você será questionado sobre sua saúde, desejos e estilo de vida.

ESTEJA PREPARADO PARA DISCUTIR

  • A razão pela qual quer fazer a cirurgia, suas expectativas e o resultado desejado;
  • As opções disponíveis na cirurgia da mão;
  • As condições médicas, alergia medicamentosa e tratamento médico;
  • Uso atual de medicamento, vitamina, medicamentos naturais, fumo, álcool e drogas;
  • Cirurgias prévias.

O CIRURGIÃO TAMBÉM PODERÁ

  • Avaliar o seu estado geral de saúde e todas as condições pré-existentes de saúde ou fatores de risco;
  • Examinar sua mão detalhadamente;
  • Fotografar para prontuário médico;
  • Discutir as opções e recomendar a mais adequada para restaurar a função da mão;
  • Discutir possíveis resultados da cirurgia e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

RISCOS E INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA

A decisão de se submeter à cirurgia é pessoal e é você quem deve decidir se os benefícios atingirão seus objetivos e se os riscos e potenciais complicações são aceitáveis.
Você deverá assinar o termo de consentimento para assegurar que compreendeu plenamente o procedimento ao qual vai se submeter e quaisquer riscos ou complicações potenciais.

POSSÍVEIS RISCOS DA CIRURGIA

  • Sangramento (hematoma);
  • Infecção;
  • Riscos anestésicos;
  • Cicatrizes desfavoráveis;
  • Mudança na sensação da pele;
  • Irregularidades no contorno da pele;
  • Descoloração da pele/inchaço;
  • Má cicatrização das incisões;
  • Edema de mão;
  • Alergias à fita, a materiais de sutura, à cola, a produtos derivados do sangue;
  • Trombose venosa profunda, complicações cardíacas e pulmonares;
  • Danos em estruturas mais profundas tais como nervos, vasos sanguíneos, músculos e pulmões, podendo ocorrer e ser temporários ou permanentes;
  • Dor, que pode perdurar;
  • Possibilidade de cirurgia revisional.

FAÇA PERGUNTAS

É muito importante perguntar ao cirurgião plástico sobre o procedimento ao qual será submetido. É natural que sinta um pouco de ansiedade, seja expectativa com a nova aparência ou estresse pré-operatório. Não tenha vergonha de discutir esses sentimentos com seu cirurgião.

DEMAIS RISCOS ASSOCIADOS À CIRURGIA INCLUEM

Do túnel do carpo

  • Pouca melhora clínica;
  • Recorrência da síndrome do túnel do carpo.
  • Tendão extensor
  • Incisões adicionais podem ser necessárias, pois tendões cortados podem retrair;
  • Falha de reparo do tendão;
  • Incapacidade de restaurar a função;
  • Tecido de cicatrização sobre o tendão, limitando seu movimento.
  • Tendão flexor
  • Incisões adicionais podem ser necessárias, pois tendões cortados podem retrair;
  • Incapacidade de restaurar a função;
  • Tecido de cicatrização sobre o tendão, limitando seu movimento.
  • Tenólise
  • Posição do tendão anormal;
  • Incisões adicionais podem ser necessárias sobre a cicatriz anterior ou, então, novas incisões para liberar o tecido de cicatrização que está limitando o movimento do tendão;
  • Incapacidade de restaurar a função;
  • Recorrência do tecido de cicatrização no tendão;
  • Ruptura do tendão;
  • Seroma (acúmulo de líquido).
  • Dedo em Gatilho
  • Pouca melhora clínica;
  • Tecido de cicatrização sobre o tendão, limitando seu movimento.
  • Preparando-se para a cirurgia
  • Previamente à cirurgia, pode ser necessário:
  • Fazer exames de laboratório ou avaliação médica;
  • Tomar certos medicamentos ou ajustar os medicamentos atuais;
  • Parar de fumar com bastante antecedência à cirurgia;
  • Evitar tomar aspirina, antiinflamatórios e medicamentos naturais, pois podem aumentar o sangramento.

INSTRUÇÕES ESPECIAIS

  • O que fazer no dia da cirurgia (tempo de jejum, medicações, banho);
  • Informação sobre o tipo de anestesia a ser realizada durante o procedimento cirúrgico;
  • Orientações sobre cuidados pós-operatórios.

O procedimento deve ser realizado em local seguro e confortável para o médico e o paciente, em centro cirúrgico autorizado pela Vigilância Sanitária, com equipamentos e equipe treinada para qualquer intercorrência.

VOCÊ PRECISARÁ DE AJUDA

Não deixe de pedir a alguém que o acompanhe e fique com você, pelo menos, a primeira noite após a cirurgia.

PROCEDIMENTO CIRÚRGICO

Etapa 1 – Anestesia
Medicamentos são administrados para o seu conforto durante a cirurgia da mão. As opções incluem sedação intravenosa e anestesia geral. Seu médico irá recomendar a melhor opção para você.
Etapa 2 – A incisão
Tratamento de trauma
A lesão mais comum na mão ou dedo traumatizado que requer cirurgia é a reparação do tendão. Quando um tendão é cortado, ele será explorado a partir do local da ferida original. O reparo do tendão recupera o tendão retraído e o reconecta usando técnicas cirúrgicas para restaurar a função e movimento.
Síndrome do túnel do carpo
A pressão sobre o nervo mediano no túnel do carpo deve ser aliviada para reparar esta condição. Uma incisão é feita a partir do meio da palma da mão ao punho, permitindo o acesso ao túnel do carpo que pressiona o nervo. Um procedimento alternativo é a liberação endoscópica do carpo, com incisões menores e uso de um microscópio cirúrgico ou endoscópio (um pequeno tubo flexível que contém uma luz e câmera), para liberar o carpo.
Deformidades congênitas
Quando os dedos se fundem no nascimento, chamado de sindactilia, eles podem ser unidos somente por pele ou pela fusão parcial dos ossos. A cirurgia envolve a separação dos dois dedos para fornecer uma gama completa de movimento e aparência normal, bem como para permitir o crescimento normal do dedo. Técnicas como enxertos de pele ou procedimento de retalho local, tal como a zetaplastia, criam flexibilidade no local da incisão para o crescimento e movimento dos dedos.
O cirurgião plástico pode recomendar uma técnica ou uma combinação de técnicas para que se atinjam seus objetivos. Algumas destas técnicas incluem: microcirurgia, enxertos de pele, de osso, de nervos ou de demais tecidos a partir de partes saudáveis do corpo, zetaplastia e fisioterapia.
Etapa 3 – Fechando as incisões
Dependendo da sua condição e do tipo de tratamento, as incisões precisam ser fechadas com suturas removíveis ou suturas não removíveis.
Etapa 4 – Resultados
Os resultados da cirurgia da mão aparecerão, gradualmente, à medida que o inchaço diminuir e um bom trabalho com fisioterapeuta específico for realizado. O resultado final pode aparecer após vários meses.

RECUPERAÇÃO PÓS-OPERATÓRIA

Após a cirurgia, ataduras e micropores oclusivos podem ser aplicados para manter o local cirúrgico limpo e talas podem ser utilizadas se necessário.

VOCÊ RECEBERÁ INSTRUÇÕES ESPECÍFICAS, INCLUINDO

Como cuidar de sua (s) mão (s), medicamentos para tomar por via oral para reduzir o risco de infecção e quando retornar para acompanhamento com o cirurgião plástico.

PERGUNTE AO CIRURGIÃO PLÁSTICO SOBRE A RECUPERAÇÃO

  • Onde vou permanecer em recuperação após o término da cirurgia?
  • Qual medicação vai me ser dada ou prescrita após a cirurgia?
  • Haverá curativos após a cirurgia? Quando serão removidos?
  • Os pontos serão removidos? Quando?
  • Quando poderei retomar as atividades normais e exercício físico?
  • Quando será a consulta de retorno?

Siga todas as instruções pós-operatórias, incluindo limpeza, medicamentos prescritos e exercícios de fisioterapia da mão. A fisioterapia é fundamental para restaurar a flexibilidade, a força e o movimento. Se você retornar à função normal muito rapidamente, o risco de uma nova lesão é possível. Continue o seu tratamento com fisioterapia e retorne periodicamente às consultas de acompanhamento com seu cirurgião plástico.

RESULTADOS

O resultado final da cirurgia irá aparecer ao longo do tempo. Mesmo com os avanços relacionados à cirurgia da mão, o resultado não pode ser totalmente previsto. Se você se submeteu à cirurgia para corrigir a síndrome do túnel do carpo, modificar hábitos de trabalho é vital para a melhora a longo prazo. Se o procedimento envolveu microcirurgia, um ano é considerado prazo adequado para se obter a restauração completa da função.

QUAL O CUSTO DA CIRURGIA?

O custo é sempre uma consideração em cirurgia eletiva. Os honorários de um cirurgião podem variar com base em sua experiência e tipo de procedimento realizado.
O custo pode incluir:

  • Honorários do cirurgião;
  • Custos hospitalares ou de centro cirúrgico;
  • Honorários do anestesista;
  • Medicamentos prescritos;
  • Exames médicos.

SUA SATISFAÇÃO VALE MAIS QUE OS CUSTOS DA CIRURGIA

Ao escolher um cirurgião plástico, lembre-se de que a experiência do cirurgião e seu bom relacionamento com ele são tão importantes quanto o custo final da cirurgia.

GLOSSÁRIO

  • Síndrome do túnel do carpo: Condição causada pela pressão do nervo mediano no punho ou no do túnel do carpo, causando formigamento, dor e dormência.
  • Contratura de Dupuytren: Distúrbio incapacitante da mão em que bandas espessas de tecido de cicatrização se formam na palma da mão e podem se estender para os dedos, podendo causar restrição de movimento e posição anormal dos dedos.
  • Tendão extensor: Tendão que serve para estender uma parte do corpo.
  • Tendão flexor: Tendão que serve para dobrar uma parte do corpo.
  • Anestesia geral: Drogas e/ou gases utilizados durante a cirurgia para aliviar a dor e diminuir a consciência.
  • Enxerto: Tecido retirado de outras partes do corpo.
  • Sedação intravenosa: Sedativos administrados por injeção na veia para ajudar a relaxar.
  • Microcirurgia: Ampliação para reparar ou reconectar nervos e tendões, (comum em casos de trauma) muitas vezes usada em reimplante de dedos ou membros cortados.
  • Polidactilia: Presença de dedos extras.
  • Artrite reumatóide: Doença incapacitante que pode causar inflamação grave em qualquer articulação do corpo, podendo deformar os dedos e prejudicar o movimento.
  • Sindactilia: Quando os dedos são fundidos.
  • Tenólise: Procedimento cirúrgico para libertar um tendão de adesões ao redor.
  • Dedo em gatilho: Condição anormal em que a flexão ou extensão de um dedo pode ser momentaneamente obstruída por espasmo seguido por um estalo em seu lugar.
  • Zetaplastia: A técnica de incisão cirúrgica que cria pequenos retalhos triangulares de tecido que ajudam a fechar as feridas sobre áreas da mão, onde dobra ou flexão é essencial para a função, como em torno de dedos.

PERGUNTAS A FAZER AO CIRURGIÃO PLÁSTICO

Use esta lista como um guia durante a consulta:

  • Você é especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica?
  • Você foi treinado especificamente no campo da cirurgia plástica?
  • Quantos anos de treinamento em cirurgia plástica você teve?
  • A instalação do centro cirúrgico em seu consultório é autorizada pela Vigilância Sanitária de sua cidade?
  • Sou um bom candidato a este procedimento?
  • O que se espera de mim para que os melhores resultados sejam obtidos?
  • Onde e como será realizado o procedimento?
  • Qual técnica cirúrgica é recomendada para o meu caso?
  • Quanto tempo de recuperação posso esperar, e que tipo de ajuda vou precisar durante minha recuperação?
  • Quais são os riscos e complicações associados ao meu procedimento?
  • Como são tratadas as complicações?
  • Quais são minhas opções se estiver insatisfeita com o resultado?

Esse texto foi classificado em nossa seção: Cirurgias Reparadoras
Você pode pesquisar mais sobre o tema desse artigo utilizando a(s) Tag(s): ,