Tempo estimado para leitura deste texto: 2 minutos

Um grupo pequeno mas seleto de cirurgiões plásticos, tomou sobre a tarefa de organizar a Sociedade Latino-Americana de Cirurgia Plástica: Drs Oscar Ivanissevich, Lelio Zeno, Hector Marino e Ernesto Malbec da Argentina ;. Antonio Prudente, Rebello Neto e Linneu Silveira, do Brasil; Enrique Apolo e Pedro Pedemonte, do Uruguai; José Vélez Diez, da Canseco do Peru; e Emilio Aldunate Phillips e Rafael Urzua Casas-Cordero, do Chile. A empresa foi constituída em São Paulo, Brasil, em julho de 1940.

O primeiro congresso desta nova empresa foi realizado no Rio de Janeiro e em São Paulo, de 6 a 12 de julho de 1941, sob a presidência do Dr. Antonio Prudente. Naquela época, os congressos foram realizados em duas cidades diferentes no mesmo país porque o transporte era limitado a chegar de diferentes países e reunir cirurgiões plásticos na América Latina, por essa razão, duas grandes cidades em cada país anfitrião foram escolhidos.

temas oficiais eram “Ferida” pelo Prof. Lelio Zeno e Dr. Antonio Prudente, e “Inclusões em Cirurgia Plástica” pelos Drs. Ernesto Neto Malbec e Rebello.

O II Congresso foi realizado em Buenos Aires e Rosario, em 18 e 24 de outubro de 1942, presidido pelo Dr. Lelio Zeno. Os tópicos discutidos foram “Fissura de lábio e palato” e “Grande perda de tecido da face”.

O III Congresso aconteceu no Chile, nas cidades de Santiago e Viña del Mar, em 22 e 26 de outubro de 1944, exatamente há 70 anos.

O Presidente foi Prof. Johow, com o Dr. René Artigas como Secretário. Devido à grande dificuldade existente nessas datas para realizar as longas viagens, acordou-se realizar os congressos regionais a cada dois anos, um no Cone Norte e outro no Cone Sul, de maneira simultânea com o Congresso Geral da Sociedade, que também teria um personagem semestral.

Em 1965, a Sociedade Argentina convidou as sociedades espanhola e portuguesa de cirurgia plástica para o primeiro congresso ibero – americano, presidido pelos Drs. Ernesto Malbec, Norberto Spera e Héctor la Ruffa. Os Drs. Benito Vilar Sancho e Ulrich Hinderer representaram a Espanha.

O Dr. Hinderer propôs então que a Sociedade Espanhola realizasse um segundo Congresso Ibero-americano na Espanha em 1971, realizado em Córdoba e presidido pelos drs. José Cabrera e Ulrich Hinderer.

Neste congresso, os drs. Benito Vilar Sancho e Mario González Ulloa prepararam um manifesto que foi assinado pelos representantes dos países ibero-americanos ibéricos, expressando o desejo de criar uma Federação.

Em 1972, durante a celebração do XII Congresso da Sociedade Latino-Americana no Brasil e sob a presidência do Dr. Ricardo Baroudi, a Espanha e Portugal confirmaram seu interesse em unir-se ao grupo latino-americano com base nos laços culturais que uniam os países representados pelo Sociedades científicas da futura Federação.

Durante o XIII Congresso em 1974, em Caracas, Venezuela, o projeto foi aprovado por unanimidade, ea Federação Ibero-Americana de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva foi constituída por todas as Sociedades Nacionais de Cirurgia Plástica da América Latina e da Península Ibérica. O FILACP nasceu oficialmente aqui.

Esse texto foi classificado em nossa seção: Links
Você pode pesquisar mais sobre o tema desse artigo utilizando a(s) Tag(s): Nenhuma Tag